sexta-feira, 1 de julho de 2011

FIGURAS DE LINGUAGEM - ATIVIDADES

Leia o texto e as questões e,, posteriormente, realize-as com atenção.

AULA DE PORTUGUÊS

A linguagem
na ponta da língua
tão fácil de falar
e de entender.
A linguagem
na superfície estrelada de letras
sabe lá o que ela quer dizer?
Professor Carlos Góis, ele é que sabe
e vai desmatando
o Amazonas de minha ignorância.
Figuras de gramática, esquipáticas
atropelam-me, aturdem-me, seqüestram-me.
Já esqueci a língua em que comia,
em que pedia para ir lá fora,
em que levava e dava pontapé,
a língua, breve língua entrecortada
do namoro com a prima.
O português são dois; o outro, o mistério.
(ANDRADE, Carlos Drummond de. Boitempo II. Rio de Janeiro:Record, 1999. p.86).
IESP / FATECPB – Processo Seletivo 2007.1 (PROVA II) Página 5 de 14


1. No Texto acima, o poeta classifica as figuras de linguagem ou de gramática com o adjetivo esquipáticas,
palavra que, segundo o filólogo Antônio Houaiss, foi provavelmente criada a partir de duas outras já
existentes. A julgar pelo sentido das reflexões lingüísticas do poema, o adjetivo utilizado por Carlos
Drummond de Andrade, deriva da fusão de:
a) esquisitas + antipáticas
b) esquisitas + simpáticas
c) esquisitas + empáticas
d) esquivas + simpáticas
e) esquivas + empáticas

2. Considerando o assunto do texto, podemos afirmar que ele é:
a) meramente informativo ou referencial, e versa apenas sobre as diferenças entre
linguagem/língua e gramática;
b) predominantemente metalingüístico por comportar reflexões sobre linguagem escrita,
linguagem oral e gramática;
c) parcialmente emotivo ou expressivo por comportar reflexões sobre o trabalho de
composição literária de escritores e poetas;
d) meramente apelativo por comportar críticas ao método tradicional
de ensino de português;


3. Todas as afirmações abaixo estão corretas, EXCETO:
a) No texto , a expressão “na ponta da língua” foi usada em sentido figurado.
b) Em “Professor Carlos Góis, ele é que sabe...” pode-se substituir o relativo que por quem.
c) Em relação à passagem “Já esqueci a língua em que comia,...”, no texto, pode-se dizer, sem ferir
a norma gramatical, “Já me esqueci da língua em que comia...,”
d) No texto, o termo lá, na passagem “sabe lá o que ela quer dizer?” denota idéia de lugar.

4. O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade constata existirem duas linguagens diferentes, a falada
e a escrita, cada uma delas com características próprias, correspondentes a dois níveis lingüísticos. De
acordo com os versos do texto, a linguagem escrita é:
I. de fácil entendimento por todos os falantes;
II. utilizada por membros de uma mesma comunidade, em suas relações cotidianas;
III. de conhecimento acessível apenas a professores de português.
Está(ão) correta(s) apenas:
a) I b) II c) III d) I e II e) II e III

5. Informe se nas frases abaixo as palavras destacadas estão empregas com sentido denotativo ou conotativo.
a) Nas ruas, as pessoas andavam apressadas._________________________________________
b) As ruas eram cheias de pernas apressadas. _________________________________________
c) Temos amargas lembranças daquele período de autoritarismo político. __________________
d) Era uma pessoa de expressão dura e coração mole. __________________________________
e) Os galhos da imensa árvore sustentavam os frutos maduros. ___________________________
f) Os galhos namoravam os frutos maduros que sustentavam. _____________________________

6. Construa, alterando o sentido original da palavra, uma expressão pelo processo da catacrese:
a) asa_________________________________________________________________________________
b) barriga______________________________________________________________________________
c) braço_______________________________________________________________________________
d) céu_________________________________________________________________________________

7. Identifique as figuras de linguagem (metáfora, metonímia, comparação metafórica, eufemismo, clichê ou catacrese):
a) Gostava de ler Machado de Assis. _________________________________________
b) Todos embarcaram no avião. _________________________________________
c) Meu filho não foi feliz nos exames. _________________________________________
d) “Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas”. __________________________________
e) Assentei-me num divã que havia ao pé da cama. ____________________________________
f) A dama da noite não foi trabalhar. _________________________________________
g) Meu amor, você é meu tesouro. _________________________________________

8. Classifique em: (1)Função Poética, (2)Função Referencial, (3)Função Emotiva, (4)Função Fática, (5)Função Conativa ou (6)Função Metalingüística.
a. ( ) Podemos encontrar esse tipo de função em textos de caráter científico e jornalístico. Predomina a linguagem centrada na informação de forma real, objetiva e impessoal.
b. ( ) O emissor se preocupa em enfatizar a construção e a elaboração da mensagem a fim de envolver e persuadir.
c. ( ) São exemplos deste tipo de função as histórias em quadrinhos, algumas charges e tirinhas. Essa função envolve o contato entre emissor e receptor para iniciar a comunicação.
d. ( ) Preocupa-se em valorizar a emoção e o sentimento do autor.
e. ( ) Envolve-se com a preocupação com a forma e a estruturação do poema.
f. ( ) Busca, em determinado termo ou situação, definições e significações.

9. AMIGO

Amigo é o vinho mais tinto
O vinho mais branco
É a água de afago
O rio mais manso
Amigo é o caminho mais leve
O lugar mais seguro
É clareira no tempo
É fogueira no mel
Roseana Murray

A figura de linguagem presente no poema de Roseana é a ________________________________

10.
Erro de português
Quando o português chegou
Debaixo duma bruta chuva
Vestiu o índio
Que pena!
Fosse uma manhã de sol
O índio tinha despido
O português

A função de linguagem manifestada no texto acima é a ___________________________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário