quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Atividade de leitura, interpretação e compreensão textual - Série: 6º ano




Motivo

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.


1º - Abordar a palavra “Motivo” a fim de conceituá-la e contextualizá-la;

2º - Entregar cópia do poema para cada aluno ler
ü  Ler
ü  Declamar (pela professora)
ü  Refletir a relação entre os termos:  “Motivo” do poema e o do nosso conceito.


3º - Compreensão e análise do texto

1.      Podemos caracterizar o texto como sendo de que gênero?

2.      EU-LÍRICO é o ser que se manifesta no texto expressando sua subjetividade  (sentimentos e pensamentos). Quem é o eu-lírico que se manifesta? Escreva um trecho do poema em que é possível percebê-lo.

3.      Para auxiliar nossa compreensão, vamos pesquisar e conceituar as palavras:
a. fugidias –

b. gozo –

c. tormento –

d. ritmada –

4. Agora vamos contextualizar as palavras pesquisadas elaborando uma ou mais frases de cada.

5. Sabemos que as palavras, em contextos diferentes, assumem significados diferenciados, assim como pertencer à classe gramatical distinta. A exemplo disso, podemos analisar a palavra  canto presente no poema. Quais seus significados? Elabore frases em que canto seja:
a. verbo –

b. substantivo –

Obs: Realizar leitura do texto de Selma Maria ‘Isso Isso”

6. Ao considerarmos a estrutura de um poema, observamos que ele se constitui de versos e estrofes.
a. O que é verso?

b. E o que é estrofe?

c. Quantos versos e quantas estrofes se encontram no poema “Motivo”?

7. Há, no poema, palavras que se opõem em significados. São chamadas antônimas ou antíteses. Cite-as:
a.

b.

c.

8. Vamos interpretar os dois primeiros versos do poema. É possível afirmar que o eu-lírico valoriza o presente ou apega-se ao passado ou ao futuro? Escreva suas considerações.

9. Em que tempo verbal o eu-lírico se manifesta? Escreva uma frase que indique.

10. A repetição da expressão “não sei”, na última estrofe, indica que estado emocional do eu-lírico?


          11. Algumas palavras apresentam sons semelhantes, mas com escrita diferente. Transcreva, do texto, palavras escritas com Ç e SS e, depois, memorize sua ortografia. 



Produção textual

Orientar os alunos na elaboração de um soneto, o qual deverá iniciar-se com o pronome eu e um verbo, à imitação de Cecília Meireles. Sugerir a atribuição de um título original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário